• HUGO SENNA

Spotify chega a 83 milhões de assinantes, e ainda não é lucrativo, como assim?


Um dos aplicativos de música mais usados no mundo!

Sabe aquelas contas que não fecham? Pois é o Spotify teve seus números divulgados para o segundo trimestre de 2018 e nos mostrou isso.

Ele chegou à marca de 180 milhões de usuários ao redor do mundo, com 83 milhões de assinantes entre eles.

E mesmo que o total de pessoas que pagam para usar o serviço tenha aumentado em 8 milhões em relação aos últimos meses, a empresa registrou mais um prejuízo operacional – agora de 91 milhões de euros.

A companhia ao menos conseguiu aumentar a receita gerada no trimestre. Em relação ao mesmo período do ano passado, o salto foi de 26%, chegando a 1,59 bilhão de euros.

Porém, o montante ainda não foi suficiente para pagar os royalties a artistas e gravadoras e, ao mesmo tempo, apoiar a estratégia de crescimento de usuários da empresa.

O Spotify tem uma meta agressiva nesse quesito, justamente para tentar conter o aumento na popularidade do Apple Music. O serviço rival alcançou 40 milhões de assinantes registrados em abril deste ano, o que o tornou uma ameaça ainda maior para a marca.

A ideia, portanto, é fazer a base de usuários crescer o quanto antes, com uma estratégia que inclui promoções de redução de preço e parcerias com outros serviços.

É um plano arriscado, que afeta os ganhos imediatos no trimestre, mas que pode surtir um bom efeito no futuro do Spotify. (fonte olhar digital)

25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo